Responsabilidade ambiental das empresas: Como colocar em prática?

Responsabilidade ambiental das empresas: Como colocar em prática?

responsabilidade ambiental das empresas

A responsabilidade ambiental das empresas vai muito além de simplesmente pensar em como cuidar do meio ambiente, ela envolve uma série de práticas relacionadas à produção, sustentabilidade e a uma maneira de cuidar da sociedade.

Não é de hoje que as organizações estão repensando a sua responsabilidade nesse campo, isso aconteceu, principalmente, devido a uma exigência da sociedade, que espera que o processo produtivo das organizações não traga prejuízos ao meio e evite o desperdício.

Ao mesmo tempo, as empresas que pensam na preservação ambiental conseguem trabalhar ideias que estão ligadas aos seus consumidores e que melhoram a sua imagem.

A grande questão é como colocar em prática as ações de responsabilidade ambiental das empresas, a fim de que elas possam ter o efeito esperado.

 

A mudança da cultura

Para começar a desenvolver a responsabilidade ambiental das empresas, a primeira coisa a ser feita é mudar a cultura organizacional. Isso significa conscientizar os colaboradores da importância em pensar no meio ambiente e alinhar as estratégias para colocar as ideias em prática, pois é preciso começar de dentro para fora.

Todas as ações e decisões que forem tomadas devem ser voltadas não apenas para cumprir com a legislação, mas também para a nova cultura da empresa.

Leia mais: Responsabilidade ambiental: O que você sabe sobre o assunto?

 

A responsabilidade ambiental das empresas no cotidiano

Depois da mudança cultural, que exige tempo e muito esforço, as ações de responsabilidade social serão colocadas em prática com menos resistência.

Um dos pontos a serem pensados é o ciclo de vida do produto ou do cliente, como ele será feito visando minimizar a utilização de recursos ou matérias-primas e a emissão do menor número possível de poluentes.

Os colaboradores também precisam estar de acordo com as ações e poderão ajudar a empresa a conquistar o objetivo. Isso engloba desde a forma de trabalho até os momentos de pausa, como não usar papel toalha em excesso para enxugar as mãos, por exemplo.

Leia mais: 5 benefícios de usar a linha de Papéis Sustentáveis Reviva

Fazer parceria com fornecedores socialmente responsáveis é outro passo a dar. O fornecedor também deve possuir essa cultura, como utilizar embalagens e materiais sustentáveis.

O descarte de resíduos também deverá ser feito de maneira correta e tudo o que puder ser reciclado, separado para a coleta seletiva.

Para saber se a responsabilidade ambiental das empresas está seguindo o rumo esperado, é necessário criar metas. Essas devem ser acompanhadas, monitoradas e quando houver desvios, podem ser revistas.

Implementar tudo isso por meio de diretrizes e processos padronizados tornará muito mais simples a adesão às mudanças e fará com que os processos sejam incorporados ao cotidiano com mais naturalidade. Dessa forma, o meio será preservado e os colaboradores terão atitudes responsáveis enraizadas em sua cultura.

 

Os ganhos de ter responsabilidade ambiental das empresas

Quando as organizações apostam em seguir esse caminho, acabam ganhando de diferentes formas.

  • Valorização da marca;
  • Aumento das vendas;
  • Redução na utilização de insumos na cadeia produtiva e, consequentemente, redução de custos;
  • União e empenho dos colaboradores para preservação ambiental;
  • Utilização de materiais mais eficazes, como os de higiene e limpeza;
  • Diminuição dos custos com água e luz.

Existem ainda muitos outros benefícios que surgem como consequência da responsabilidade ambiental das empresas. O importante é começar a investir na sustentabilidade e no cuidado com o meio ambiente.

 

Receba Novidades em seu e-mail

Topo